Bem Estar

Dieta pós-parto: o que comer e o que não comer?

O puerpério é uma fase de grandes mudanças hormonais e corporais – principalmente no abdômen – devido à grande mudança nessa região para o desenvolvimento do seu bebê. No entanto, é completamente possível retomar a forma por meio de uma dieta pós-parto balanceada.

Pensando nisso, a Modelado dará a você as melhores dicas para eliminar a barriguinha indesejada e a flacidez. Confira! Fonte: Shutterstock.

Mulher fazendo regime

Dieta pós-parto: mitos e verdades

Dietas radicais e ficar sem comer são boas ideias? Mito! Geralmente, o pós-parto vem acompanhado da fase de amamentação. Estima-se que, na produção de 100mL de leite, são gastas 85 calorias. No total, a mulher produz até 1 litro por dia. Por essa razão, é fundamental que a mulher consuma de 400 a 500 calorias a mais do que ela está habituada. Do contrário, pode haver fraqueza, queda de cabelo, enjoo, tontura e emagrecimento excessivo.

Vale destacar que, se não houver aumento das calorias, a tendência é que haja perda de nutrientes – não de gordura localizada no abdômen. Mas lembre-se: consumir mais calorias não significa ter uma alimentação desregrada! Veja a seguir como se alimentar após a gestação e perder medidas de forma saudável.

O quer comer na dieta pós-parto?

A dieta pós-parto para emagrecer deve ser rica em vitaminas, antioxidantes, cálcio e ferro. Desse modo, você consegue recuperar a boa forma com muita saúde.

Veja os alimentos mais indicados:

Frutas com água em sua composição, como melancia, melão e laranja;

Frutas com casca, como maçã, ameixa e pêra;

Carnes não processadas, frango e peixe;

Arroz integral, trigo integral e cereais integrais, pois contêm fibras;

Iogurtes e queijos; Verduras claras sem o talo; Legumes.

Fonte: Shutterstock.

Quais alimentos evitar?

Deseja afinar a silhueta? Evite o consumo dos seguintes alimentos na dieta pós-parto:

Frituras; Açúcar refinado;

Gorduras trans, como sorvete, salgadinho, batatas congeladas, margarina, entre outros;

Industrializados;

Enlatados;

Refrigerantes;

Carnes processadas, como presunto, bacon, salame e salsicha.

Além disso, existem alimentos que podem ser prejudiciais para o bebê durante o período da amamentação, provocando cólicas. São eles:

Feijão e outras oleaginosas, como nozes, amendoim, castanhas e amêndoas;

Cebola;

Repolho;

Chocolate;

Leite de vaca;

Ervilhas;

Nabo;

Brócolis e couve-flor;

Batata-doce;

Chá de ginseng e carqueja;

Café;

Pimenta e condimentos fortes;

Jaca;

Pimentão.

Saiba mais dicas para perder medidas

Combinar a dieta para emagrecer pós-parto com atividades físicas pode ser um grande diferencial na aceleração do processo. Porém, é muito importante consultar o seu médico antes de começar a praticar qualquer exercício. Aposte em abdominais, caminhadas leves e hidroginástica. Outra dica é o uso da cinta modeladora, para valorizar o corpo na hora de vestir uma roupa mais justa. A cinta promove uma compressão no abdômen, modelando e definindo as curvas.

Modelado: encontre as melhores cintas e produtos para maternidade

Agora que você entendeu sobre a dieta pós-parto, acesse o site da Modelado para conferir a nossa linha maternidade, com sutiã amamentação, cintas e mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *