Cinta pós parto

Diástase pós-parto: o que é e como tratar?

diástase pós-parto é um problema que incomoda muitas mulheres após a gravidez, dificultando o processo de voltar à forma normal. Mas não se preocupe! Isso é mais recorrente do que você pensa e tem tratamento. Neste post, você poderá entender melhor o que é e como acabar com a diástase. Confira!

Diástase: o que é?

Na gestação, o corpo inteiro da mulher se adequa para o nascimento da criança – e isso não poderia ser diferente com o abdômen. Afinal, é o ventre que abriga o bebê por nove meses e, por isso, há um grande estiramento nessa área. Porém, existem casos em que a distensão é excedida, provocando o afastamento dos músculos abdominais. Temos, então, a diástase. Essa condição é caracterizada por um estiramento de até 10 cm entre os músculos, fazendo com que fiquem divididos. Diástase Abdômen normal Fonte: Shutterstock.

Os principais sintomas envolvidos são sensação de “barriga pós-parto apertada”, dor nas costas e nas pernas. Além disso, essa situação costuma incomodar em relação à estética, pois a barriga com diástase tende a ficar flácida e a mulher sente mais dificuldade do que o comum para perder medidas.

Como identificar a diástase?

É natural que, depois do parto, leve bastante tempo para a barriga voltar ao normal. No entanto, com uma alimentação balanceada e exercícios, é possível recuperá-la. Caso você esteja fazendo isso e mesmo assim não sinta muita diferença, você pode ter diástase. Outro meio de identificar é fazer o seguinte teste: deite de barriga para cima e pressione os dedos indicador e médio aproximadamente 2 cm acima e abaixo do umbigo. Ao mesmo tempo, contraia o abdômen. Se você tiver diástase, os seus dedos não se moverão; do contrário, os dedos saltarão um pouco para cima.

Tratamento para diástase

Quando falamos em como tratar a diástase, praticar atividade física é essencial. Entretanto, sabemos o quanto a vida de uma mãe é corrida e, por esse motivo, mostraremos exercícios que podem ser feitos em casa. Pilates e fisioterapia também são muito indicados para o tratamento, uma vez que contam com profissionais especializados que saberão exatamente o que fazer. Além disso, usar uma cinta para diástase modeladora garante maior compressão e pode ajudar. Em casos mais graves, a cirurgia de diástase pode ser feita. Porém, apenas quando a mulher não quer engravidar novamente.

Exercício para diástase em casa

Prancha frontal Fique de barriga para baixo e com o corpo apoiado nos cotovelos, antebraços e pontas dos pés. Abdômen infra Deite de barriga para cima e estenda os braços na lateral do tronco. Leve o joelho em direção à cabeça, tirando o quadril do chão, e desça devagar. Prancha lateral Posicione-se de lado, com as pernas unidas e os joelhos estendidos, e apoie o cotovelo e o antebraço no chão, na direção do ombro. Sua mão livre deverá ficar na cintura. Em seguida, eleve o quadril e permaneça nessa posição, com o abdômen contraído. Atenção: é muito importante consultar o seu médico antes de retomar a prática de exercícios!

Modelado: as melhores cintas modeladoras

Encontre na Modelado a sua cinta modeladora para ajudar no tratamento da diástase pós-parto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *